Hara | Susana Brandão

09-12-2021

Abraçar as árvores, andar de pé descalço, fundir-se com o todo na contemplação de fenómenos naturais, permanecer com alegria, são estes os grandes pilares para o resgate do Ser Natural, defende Susana.

Tem na memória, que como criança sentia já uma forte conexão com a natureza. Como as demais crianças daquele tempo, brincava de forma autónoma nos bosques que ladeavam o quarteirão da sua habitação.

Teve uma infância rodeada de papéis e artes, na tipografia dos avós, onde dormia grandes cochilos nos sacos com restos de papel cortados pela guilhotina. Ajudava com grande afinco a alcear as folhas de papel, que dariam livros de faturação com várias cores e adorava passar a cola no final. Ainda sem saber, foram estes os seus primeiros passos na vida artística. A mãe elogiava o seu talento para trabalhos manuais e desde então sentiu o apelo para as artes em si.
Foi em 2004 que iniciou os seus estudos na Escola Secundária Artística de Soares dos Reis, tendo-se especializado em Comunicação Audiovisual e dado os primeiros passos na costura.
O gosto pela música pautou a sua adolescência, apercebendo-se da leveza que sentia ao cantar nos karaokes ou enquanto ajudava a sua mãe nas lides domésticas. Compreendeu que pelo canto conseguia escapar à normalidade, realizar uma autoterapia e sentir uma profunda alegria.


Em 2008 especializou-se em Segurança do Trabalho, tendo exercido funções de Inspeção durante 10 anos. Adquirindo sólidas fundações na prevenção, no bem-estar e no bem cuidar.
Quando em 2013 foi mãe, emergiu a busca por ser a melhor versão de si e providenciar o melhor exemplo ao seu rebento. O mergulho interno despertou novas perspectivas, especializando-se em Reiki e Terapia Multidimensional. A sua força motriz advém da vontade de viver em Verdade, de forma plena e encarando cada interação, como uma oportunidade de se melhorar continuamente e o coletivo.


Em 2018 ingressou como coralista no grupo feminino Makawee na Novaterra, Associação Cultural Arte e Ambiente, tendo encontrado a sua "tribo" no mundo musical e artístico. Cantar para e com a Natureza, recordou Susana, da grande magia que acontece ao Ser Humano, quando este se conecta aos elementos que o fazem vibrar. Sem qualquer esforço ou limitação, brotaram desde então, danças, cânticos, poemas e reflexões, que lhe proporcionam poderosos vislumbres da sua dinâmica essência.

Depois de mais de dez anos de carreira, a verificar ambientes hostis, com todo o tipo de químicos, é no final de 2020 que dá um elevado salto de fé rumo ao melhor que em si ressoa: caminhos que promovem bem-estar e reconexão com a natureza.
Ao formar-se em Terapias de Gengibre e na aplicação de toques energéticos em pontos vitais, compreende que cumpre o seu propósito por esta via. Consolidando de forma única e integral, todas as atividades que desenvolveu ao longo dos anos.
Em anos recentes, vem sendo convidada a integrar diferentes projetos de desenvolvimento pessoal e bem-estar, onde contribui com os seus saberes de assessoria, consultoria e terapias. É presença regular no Alqimia Institute, Instituição que traz as práticas taoistas para Portugal. E na Novaterra, Associação Cultural Arte e Ambiente, onde realiza um papel de dinamização de terapias, cursos e concertos meditativos nesta coletividade.
Funda em 2022 o projeto HARA, pretendendo por esta via colocar-se ao serviço da Humanidade. Concretiza neste projeto, várias áreas que vem desenvolvendo até esta parte, tais como a realização de terapias naturais e de autor, costura de produtos naturais que visam a harmonia total do Ser, confeção manual de peças em macramé, assim como outras que surjam em todo o seu processo criativo.