A natureza é o único livro que oferece um conteúdo valioso em todas as suas folhas. J. W. Goethe


Aula Aberta

A descoberta da voz através da sua sonoridade mais primordial permite-nos explorar o que chamamos de corpo natural, isto é, o corpo que É o próprio canto. Fazemos assim um convite à experimentação da Sabedoria do Corpo, explorando as suas sensações quando canta e se movimenta, buscando inspiração nas forças da natureza presentes nos cânticos indígenas e nas danças africanas e recorrendo a técnicas específicas. A consequência desta experimentação é a imediata e profunda conexão com a natureza, a Nossa e a da Terra. Esta é a nossa proposta: se o corpo sente e tem consciência que É a própria natureza, é próprio da sua sensibilidade protegê-la. Com Ana Maria Pinto e Joana Peres.

Pontos a trabalhar:

1 - Expressão vocal (aula de canto - voz) a partir das sonoridades telúricas (sonoridades associadas aos sons naturais da terra)

2 - Expressão corporal (aula de dança - corpo) fundindo imaginação e corpo, estabelece-se um ponto de ligação com a árvore, o pássaro, o rio ou o mar ... uma conexão com o universo da natureza.

3 - Discussão sobre a importância da consciência ambiental e improvisação guiada sobre o mundo natural. (voz e corpo)

4 - Aprendizagem de cânticos africanos e indígenas (trabalho conjunto entre voz e corpo).

Projectos

O primeiro Projecto Mensageiros decorreu no Conservatório de Música do Porto no âmbito do Projecto das 100.000 árvores para o Futuro. O trabalho teve início em Janeiro e prolongou-se até Junho (uma hora semanal) para a criação de um concerto denominado "Os Mensageiros da Árvore". Daí resultou O cancioneiro da Árvore, canções compostas para os poemas escritos pelas crianças inspiradas na árvore. A apresentação em público do trabalho em forma de concerto, possibilita a descoberta e desenvolvimento de competências artísticas e criativas nas crianças, assim como a consciencialização da arte como ferramenta de participação activa na sociedade. Os movimentos, os poemas e textos cantados visam sobretudo a criação de um vínculo emocional com o Planeta Terra para um futuro harmonioso entre seres humanos e natureza. Com Ana Maria Pinto.

O trabalho desenvolve-se em quatro fases:

1. Redacção de poemas inspirados na Natureza (escrita criativa para crianças)

2. Composição de canções a partir desses poemas

3. Criação de um espectáculo (canto e movimento) com as crianças.

4. Apresentação em público.

Duração: 3 a 6 meses (uma hora semanal com concerto final)


Gostaria de integrar o Método Azul na sua escola? Entre em contacto!


Siga o Método Azul no Facebook!