Cancioneiro da Árvore

O Cancioneiro da Árvore foi escrito no âmbito do projecto das 100.000 Árvores para o Futuro e em Janeiro de 2017, inspirado nos poemas dos alunos do 2º ano da Escola Básica do Conservatório de Música do Porto, com o olhar mágico da professora Felisbina Antunes! Este projecto foi desenvolvido entre os meses de Janeiro  e Junho, tendo uma apresentação final no dia mundial do ambiente, dia 5 de Junho na Concha Acústica do Palácio de Cristal. 


12. A dança da sementeira - Ana Maria Pinto

Letra: Ana Maria Pinto

Somos as sementes que abrem o coração da terra.

Tum tum tum ... tum taqui tum tum taqui tum tum ...

Germinamos e somos o movimento da vida.

Sobreiro, loureiro, Jasminum fruticans

E o Myrthus, sabugueiro, estão aqui nas nossas mãos.

Semeio com alma, na terra, a vida!


13. De braços abertos- Ana Maria Pinto

Letra: Ana Maria Pinto 

Eu estou aqui, sã na voz dos pássaros.

De braços abertos em luz e oiro.

Árvore sou árvore, ar do mundo para todos vós!


14. A vida mais bela - Ana Maria Pinto

Solistas: Íris Ferreira e Helena Quaresma

Letra: Leonor Quaresma e Maria Santos

A vida fique mais bela!

Eu conheço um ser vivo,

e o seu cabelo é verde e a sua pele

é castanha como a terra.

A terra mais bela.

Conseguem adivinhar

quem é esse ser vivo? A árvore!

A árvore é o recanto

onde a tristeza não governa.

A árvore alimenta-se de estrelas

e brinca com o luar.

Sem árvores o berço da terra

Fica vazio e o vento deixa

De embalar a vida.


15.A árvore é vida - Ana Maria Pinto

Letra: Constança

A árvore é vida

É alegria, é cor,

É frescura no Verão,

é calor no Inverno.

É música,

É ritmo,

A árvore é vida!


16. O vento e a árvore - Ana Maria Pinto

O vento embala

a árvore com amor

enquanto ela sussurra:

- És o meu melhor amigo.

À noite, ela vai acordando

E mexendo os seus

longos braços

Para pegar a varinha da noite.

E com ela lança um presente

Que serve para respirar.

Dá vida ao mundo

Melhor amiga, dá frutos.

Companheira da vida,

dos meus desejos,

A árvore abriga os animais,

A casa para os pássaros.


17. A Paz da Árvore - Ana Maria Pinto

Letra: Clara Lima

Solista: Ana Clara Pessoa

Sempre no coração

Que vem e volta para a nossa mão,

Assim cantamos um sonho belo

A Paz da Árvore. 


18. A boroma/A Dança da Floresta Autóctone - Tradicional Guiné Conacry/Ana Maria Pinto

A boroma, ma boroma ê

Ala, ê allatantou dime

Fare boron na uo tó ru i ê.

Negrilho, Pereira Brava, Aveleira, Sobreiro, O Teixo, Mostajeiro das Folhas Largas, Pinheiro Manso, A Faia, Loureiro, Amieiro, Ulmeiro, O Freixo, Cerejeira, Oliveira, Tamargueira, Azevinho, O buxo, Azinheira, Macieira Brava, Salgueiro Branco, O Choupo, Carvalho, Medronheiro, Castanheiro.


19. Morybaiassa - Tradicional Guiné Conacry. Arranjo - Ana Maria Pinto

Morybaiassa ê Morybaiassa

Ayê wassa wassa ê!